Deixe Seu Cabelo Se Expressar, parte 6. Remédios Contra Caspa

Deixe Seu Cabelo Se Expressar, parte 6. Remédios Contra Caspa

Todas as pessoas no mundo têm caspa, mas normalmente é só um episódio isolado. Não importa qual seja o caso, o cabelo e o couro cabeludo afetados pela caspa precisam dos cuidados certos. Lamentavelmente, não existe uma receita, pois muito depende do tipo de caspa. Observe o seu cabelo para encontrar uma solução.

Lembre-se de que todo problema de cabelo incômodo tem uma origem. Pode haver várias razões e nosso objetivo é encontrar a causa. Devemos adotar uma abordagem consciente em relação aos cuidados com o cabelo e começar a fornecer os produtos de que ele de fato precisa. Dessa forma, o problema desaparecerá.

CABELO E COURO CABELUDO AFETADOS PELA CASPA - CARACTERÍSTICAS

Parece um pouco louco... mas todo mundo tem caspa. Simplificando, a caspa é a descamação das células mortas da pele no couro cabeludo.

Como a caspa surge?

O couro cabeludo humano se repara constantemente e a ocorrência de caspa é totalmente normal. Depois que o ciclo de vida se completa (cerca de 28 dias), as células velhas da pele morrem e são trocadas por novas. Nós nos desfazemos das células mortas esfoliando-as, por exemplo, durante a lavagem. O problema começa quando a pele descama excessivamente; flocos brancos ficam visíveis e caem sobre os ombros. A caspa aparece quando o ciclo de vida das células é reduzido para 7 a 15 dias e o processo de esfoliação se torna mais rápido.

Há três tipos principais de caspa:

  1. Caspa seca - ocorre sem inflamação ou danos ao cabelo. Ela aparece por meio de pequenos flocos brancos de pele seca. Pode se transformar em caspa úmida.
  2. Caspa úmida - desenvolve-se a partir da caspa seca e normalmente vem acompanhada de inflamação e coceira. Aparece por meio de flocos amarelos e oleosos e secreção excessiva de sebo.
  3. Tinea versicolor - um tipo recorrente de caspa causada por fungos. Ela é mais comum em pessoas após a adolescência. A condição aparece por meio de manchas amarelas e marrons na pele e coceira.

Quais são as causas da caspa?

O fungo de levedura (Pityrosporum ovale ou Malassezia furfur) é a causa mais frequente da descamação excessiva da pele. O fungo ocorre na pele de forma natural e em pequenas quantidades. Ele começa a se tornar perigoso quando se prolifera em condições favoráveis, por exemplo, nos cabelos oleosos. Seus produtos metabólicos causam irritação no couro cabeludo e atrapalham o processo de reparo da epiderme. Por isso, lavar o cabelo poucas vezes pode causar a incômoda caspa.

Mesmo assim, os fungos não são as únicas causas da caspa. Nós mesmos podemos nos cuidar contra a descamação excessiva da pele. Muitas vezes não sabemos que somos nós mesmos que desencadeamos o problema. A descamação mais rápida e intensa pode ser o resultado do ressecamento e da irritação do couro cabeludo. As causas mais comuns da caspa incluem:

  • produtos errados para cuidar e modelar o cabelo
  • não lavar bem o shampoo, o condicionador ou o óleo
  • desequilíbrio hormonal
  • uma dieta pobre em vitaminas e micronutrientes
  • estresse, cansaço, alergia, maus hábitos, doenças
  • lavar o cabelo com água muito clorada
  • poluição do ar, mudanças sazonais.

Alguns dermatologistas dizem que os genes também podem causar a caspa.

Como a caspa afeta o seu cabelo?

Se você não cuidar da caspa, ela será prejudicial ao seu cabelo. Ela costuma ser acompanhada de afinamento do cabelo. Por que isso acontece? O ciclo de vida do cabelo é perturbado e os bulbos capilares ficam mais frágeis. Por conseguinte, você começa a ficar careca. Ao discutir o problema da caspa e da queda de cabelo, (infelizmente) preciso confirmar que a esfoliação alterada da pele e a oleosidade do couro cabeludo podem levar à intensificação da queda de cabelo.

CABELO E COURO CABELUDO AFETADOS PELA CASPA - ROTINA DE CUIDADOS

Existem muitos remédios para a caspa, mas, no entanto, é sempre melhor prevenir do que tratar. A caspa é uma condição recorrente da pele que incomoda e é muito mais difícil de eliminar. Por isso, você deve cuidar bem do seu cabelo e do couro cabeludo para evitar o problema. Se prevenir é a chave.

  1. Manter o couro cabeludo limpo é de grande importância, pois o sebo é o ambiente ideal para o desenvolvimento do fermento da caspa. O cuidado delicado e adequado com os cabelos oleosos é a chave para alcançar o sucesso, pois esse tipo de cabelo pode ‘ 'adquirir' a caspa com rapidez’. Evite ficar com o cabelo sem lavar por vários dias. Lave os fios sempre que for necessário.
  2. Prevenir o problema da caspa significa evitar também a irritação e a desidratação do couro cabeludo. Evite água quente, secagem com toalha dura, escovas de cabelo pontudas, fluxo de ar quente do secador, coloração, modelagem com muito calor e permanente. Escolha produtos calmantes e hidratantes e enriqueça sua dieta com frutas e legumes.

Se, ainda assim, você enfrentar o pesadelo da caspa, acrescente produtos anticaspa aos seus cuidados com os cabelos e livre-se do problema.

Como lavar o cabelo quando se tem caspa?

O shampoo anticaspa correto é a principal ferramenta para mudar o jogo nessa batalha. A limpeza do couro cabeludo com produtos tradicionais pode falhar porque eles não contêm ingredientes antifúngicos e não são voltados para essa questão capilar. Um bom shampoo anticaspa deve:

  • ser rico em ingredientes ativos que combatem a causa (fungos de levedura), por exemplo, cetoconazol, ácido salicílico, piritionato de zinco, sulfeto de selênio;
  • ser isento de substâncias potencialmente irritantes, como detergentes, parabenos e álcoois;
  • ter uma consistência leve para evitar obstruir os poros ou sobrecarregar a estrutura do cabelo.

Outra dica importante diz respeito à frequência com que se lava o cabelo quando se tem caspa. Você deve estar ciente de que um shampoo anticaspa não será eficaz se não for usado regularmente. A limpeza é o mais importante no combate à caspa, portanto, faça-a o mais frequentemente possível. Recomenda-se lavar os cabelos todos os dias ou em dias alternados. Simultaneamente, você deve ter cuidado para não remover a barreira lipídica protetora natural, o que poderia levar a um couro cabeludo extremamente seco. Consequentemente, o corpo reagiria produzindo sebo em excesso. Se você sofre com a caspa, deve seguir duas regras ao lavar o cabelo. Faça isso com frequência e use apenas produtos suaves. Você pode usar um shampoo anticaspa forte e um hidratante delicado de forma alternada para o equilíbrio hidrolipídico do couro cabeludo.

Como cuidar dos cabelos afetados pela caspa?

O cuidado correto com os cabelos é o melhor remédio para a caspa. Mesmo assim, embora haja grandes esforços, é impossível acabar com o problema em apenas alguns dias. O couro cabeludo irritado que foi agredido pela levedura deve ter tempo para se reparar e fazer com que o processo de esfoliação volte ao normal. É preciso ter paciência.

O shampoo anticaspa correto permite que você elimine o problema, mas é ótimo se você condicionar o couro cabeludo e o cabelo com métodos adicionais. A nutrição e a hidratação adequadas são cruciais. As vitaminas do grupo B, as vitaminas A e E e os minerais (encontrados em peixes, queijos, couve de bruxelas, nozes, sementes de girassol e de abóbora) oferecem muitos benefícios à pele e aos cabelos. No entanto, todos os nutrientes funcionam ainda melhor se você os administrar com cosméticos (condicionador, máscaras, óleos). É uma solução realmente melhor porque você trabalha diretamente nos cabelos e nos bulbos.

Podemos buscar remédios caseiros para a caspa.

  • Infusões de ervas. Urtiga, Hortelã, Tília, Cavalinha, Erva-sabão, Bardana, Camomila e Calêndula estão entre as melhores ervas para caspa. Independentemente de as ervas serem secas ou frescas, sinta-se à vontade para fazer uma infusão e usá-las para enxaguar o cabelo e o couro cabeludo. Assim, você recupera o pH adequado do couro cabeludo após cada rotina de lavagem e fornece um conjunto total de nutrientes valiosos.
  • Máscaras capilares DIY. Azeite de oliva, gema de ovo, suco de limão, rum, óleo de coco, óleo de jojoba, óleo de rícino, alho e iogurte estão entre os ingredientes que você pode usar para fazer máscaras capilares anticaspa. Misture-os como quiser e aplique no cabelo e no couro cabeludo antes de lavar, no mínimo uma vez por semana. Isso garante nutrição e alívio.
  • Óleos naturais. Acredita-se que o óleo de rícino seja o melhor óleo capilar anticaspa, mas você pode usar outros para a prevenção ou o tratamento da caspa. O Óleo de Bardana, o Óleo de Amla, o Óleo de Alecrim, o Óleo da Árvore do Chá, o Óleo da Árvore de Sândalo ou o Óleo de Linhaça estão entre os melhores óleos para combater a caspa. Você pode usá-los separadamente para um tratamento com óleo capilar, mas, para ser sincero, os óleos produzem melhores efeitos em misturas prontas que são enriquecidas com ingredientes adicionais. O Nanoil para Cabelos de Baixa Porosidade é o melhor óleo para cabelos afetados pela caspa. O produto contém, entre outros, óleo de rícino e óleo de pinho, que são preciosos nesse caso. O óleo é totalmente natural.

Sinta-se à vontade para compartilhar sua opinião sobre o artigo conosco.


Comentários: #0


Adicione seu comentário. Ele será publicado após ser aprovado por um moderador.
Óleo de Mamona
Óleo de Argan
Óleo de Jojoba
Spray de proteção térmica
Sérum facial de retinol
Política de Privacidade

Nosso site usa cookies, além de cookies de terceiros para usar ferramentas externas. No caso de o usuário não concordar, apensas os cookies essenciais serão usados. Você pode mudar as configurações em seu navegador a qualquer momento. Você concorda no uso de cookies?

Política de Privacidade